"A estratégia é uma economia de forças"

"A estratégia é uma economia de forças." Essa frase de Carl Von Clausewitz diz muito sobre a importância de pensar em um caminho antes de largar tudo e mudar de vida de uma hora para a outra, ou por estar insatisfeito com algo ou por querer fugir das responsabilidades.


Quando a gente se depara com situações de crise (e estamos vivendo um momento em que isso fica ainda mais escancarado), o que passa na cabeça de muita gente é a vontade de abrir mão dos sonhos e objetivos. Mudar a rota sem ao menos olhar para o caminho que está à frente.


Mas vou te contar uma coisa: fugir de suas responsabilidades não resolve seus problemas, só os adia ainda mais.


Fazer escolhas faz parte da vida e para isso é importante criar estratégias para seguir em frente com propósito. Ou você acha que nunca tive problemas que pareciam não ter solução? Sim, eu tive...Tenho, inclusive! Mas ao invés de fugir deles, crio estratégias para resolver.


Lembre-se: decisões fáceis, qualquer pessoa toma.


Se você joga tudo para o ar, vai precisar voltar depois para pegar o que está no chão...


Existe uma técnica que eu gosto muito que ajuda na organização, planejamento e a evita o ímpeto nas decisões. Em uma folha de papel ou no computador, por exemplo, desenhe três colunas. Na primeira escreva: Começar a Fazer. Liste tudo aquilo que você acredita ser necessário para que você chegue no objetivo. Podem ser ações práticas, mudanças de comportamento ou mesmo a incorporação de algum hábito pessoal.


Na segunda coluna, dedique espaço ao Parar de Fazer. Liste as atividades, ações, atitudes ou comportamentos que você acredita que te afastam do objetivo. A intenção é que, a partir da escrita, você materialize quais os itens que estão indo na contramão do que você pretende e comece a eliminá-los gradualmente.


Na terceira e última coluna, acrescente o Continuar Fazendo. Aqui, inclua tudo aquilo que você já faz pois considera essencial para alcançar seu plano ou o que já está ajudando você a caminhar em direção a ele. Caso sua meta tenha prazo - como iniciar a venda de um novo produto até o Natal, por exemplo -, revisite seus objetivos semanalmente e faça ajustes de percurso se necessário.


Esse exercício pode parecer simplista, mas na verdade é bastante valioso para que você reflita de maneira pragmática sobre o que precisa para chegar no seu objetivo. Ele é utilizado por diversas empresas, inclusive as gigantes do Vale do Silício.


Faz sentido isso para você?



56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo