#Elavence Perfil: Inclusão na cozinha e nos negócios

Conheça a Jéssica, uma empreendedora com Síndrome de Down que sempre se identificou com a cozinha e abriu o próprio café.


DA REDAÇÃO DO ELAV - Jéssica Pereira da Silva, 30 anos, é considerada uma das primeiras empreendedoras com Síndrome de Down do país. Seu sonho sempre foi abrir um restaurante e com ajuda e o apoio da família, inaugurou o Bellatucci Café, no bairro do Cambuci em São Paulo.

A irmã, Priscila Della Bella e o cunhado Douglas Batetucci são sócios da empreendedora e surgiu deles a ideia do negócio, já que o restaurante tem um ritmo mais acelerado e eles acreditavam que não era o ritmo de trabalho dela. Douglas, trabalhava em uma agência de publicidade, mas não estava feliz, junto com a esposa estudaram a possibilidade e investiram o dinheiro, que haviam guardado para comprar uma casa nova, para embarcar junto com Jéssica no café, que também tinha um dinheiro guardado na poupança, que juntou ao longo dos anos dos últimos lugares em que havia trabalhado.


“Eu sempre gostei de cozinhar, ajudava a minha mãe a fazer salada, suco, arrumava mesa e até hoje eu cozinho com as minha mãe todos os dias, meu pai também ajuda”, diz.


Jéssica sempre fez cursos na área da gastronomia e em um desses cursos conheceu a chef Reimy Myazi, que considera a madrinha do café. Foi com ela que aprendeu a fazer o seu famoso nhoque de mandioquinha, considerado o carro chefe do negócio. É um prato que gosta de fazer sozinha, inclusive ensinou a receita no programa É de casa, exibido na rede Globo aos sábados de manhã.


O Bellatucci Café existe há 4 anos, devido a pandemia causada pelos vírus COVID-19, precisou fechar as portas e manter o serviço somente delivery. O negócio não resistiu, o aluguel pesou no bolso dos sócios e precisaram fechar o café no Cambuci. Atualmente possuem o café no bairro de Pinheiros em São Paulo, por meio de uma parceria com um outro empreendedor que cedeu um espaço.


A rotina é diferente, enquanto aguarda a segunda dose da vacina, costuma ir ao novo local aos sábados, e durante a semana faz os doces e salgados em casa junto com a mãe, enquanto o irmão e o cunhado atendem no local durante a semana. Philipe Tavares, namorado de Jéssica, também faz parte da equipe e é barista do local.

Antes do fechamento, possuíam um projeto de inclusão para pessoas que tem Síndrome de Down, sem patrocínio algum, a ideia é contratar de forma remunerada para prepará-los para o mercado de trabalho, gerando experiência e abrindo portas para que eles consigam outros empregos, Priscila explica que é um projeto que está parado, mas que assim que se estabilizarem novamente, pretendem retornar com as ações.


A empreendedora já ganhou algumas premiações como a do prato perfeito do famoso nhoque de mandioquinha, também foi premiada como a empreendedora com deficiência do ano pelo Governo de São Paulo em 2017 e em 2018 a Bellatucci Café foi premiada pela prefeitura de São Paulo como melhor empresa para trabalhadores com deficiência.


Jéssica, como relatou para a equipe do Ela Vence, possui uma agenda com muitos compromissos. Além do trabalho, estuda teatro, faz exercícios e tem consultas na fonoaudióloga. Para o futuro, sonha em se casar com o namorado, estudar gastronomia, expandir o café para os outros lugares e pretende voltar a criar conteúdo para o canal no Youtube que você pode conferir clicando aqui.


28 visualizações0 comentário