#Elavence Perfil - Marmitas que ajudam na reeducação alimentar

Conheça a história da Luciana Soares, uma empreendedora que transformou a própria vida quando decidiu mudar seus hábitos alimentares e agora com seu trabalho na cozinha ajuda outras pessoas a ter uma alimentação mais saudável.


DA REDAÇÃO ELAV - Existem muitos empreendedores que iniciam um negócio sem pretensão. Começam a vender para ter uma renda extra e nem imaginam que daquele serviço ou produto podem lucrar e ajudar nas despesas do dia a dia. Este é o caso da Luciana Soares, 36 anos, moradora da cidade de Itapevi, São Paulo, que iniciou o seu negócio com apenas R$600,00, dinheiro recebido pelo auxílio emergencial.


Essa história começa no ano de 2017 quando a empreendedora abriu o primeiro negócio junto com o pai, era uma lanchonete que ficava na cidade de Jandira, mas infelizmente não deu certo. Logo após, Luciana engravidou da filha Isabella e não foi um processo nada fácil. Durante a gestação, desenvolveu diabetes e pressão alta.

O início da pandemia causada pela COVID-19 foi um momento de muita preocupação para Luciana, que ainda estava muito debilitada devido a gravidez complicada e por estar acima do peso. Neste momento decidiu que iria procurar um médico que ao invés de animá-la trazendo soluções para que buscasse uma vida mais saudável, disse que ela jamais conseguiria emagrecer pelo próprio esforço e que iria depender de insulina depois de alguns anos.


“Aquelas palavras me serviram de incentivo, me senti desafiada, afinal, aquilo que te contraria te faz refletir e agir”, diz.


O primeiro passo foi buscar ajuda de uma nutricionista que preparou uma dieta personalizada e acessível para Luciana. Sem pretensão alguma, decidiu que começaria a preparar as marmitas para semana, postou as fotos do que havia feito e publicou nas redes sociais chamando a atenção dos amigos que pediram encomendas.


“Me lembro até hoje do primeiro cliente, o Michael meu amigo, depois vieram outros clientes, minha mãe, minhas amigas e assim nasceu a Fit em Casa”, relembra.


Neste momento, Luciana viu a necessidade de fazer um planejamento, pensar que a partir dali ela estava administrando uma empresa, precisava organizar as compras dos alimentos, embalagens, fornecedores, entre outros.

“A Fit em Casa mudou totalmente a minha rotina, também impactou diretamente na minha saúde, hoje eu tenho mais qualidade de vida, por conta de uma melhora na alimentação, perdi dez quilos e estou feliz por isso”, diz.


Além das mudanças de qualidade de vida, a empreendedora conta que estava desempregada, dedicava-se somente a casa e as crianças, na época o marido continuava trabalhando, mas teve seu salário reduzido e claro pesou no bolso, as contas não param de chegar, mas o R$600,00 que iniciou investindo na Fit em Casa trouxe uma renda para o casal, e Luciana conseguiu dar um suporte para o marido.


“É gratificante receber um feedback positivo dos meus clientes, eles fazem metas e conseguem atingir com a reeducação alimentar. Os depoimentos de pessoas que sofriam com a diabetes alterada e com hipertensão me alegram muito, pois não é só o sabor que atrai os clientes, mas também a qualidade de vida que as marmitas da Fit em Casa proporcionam. Isso é como um termômetro que me impulsiona a melhorar sempre”, conta.


Isso é um resultado extremamente positivo para Luciana, além de mudar a própria vida com o trabalho que desenvolve, consegue ajudar outras pessoas através da alimentação, a ter uma qualidade de vida. Além das marmitas, a empreendedora possui uma parceria com uma nutricionista, a Dra. Gisele Camargo, ela oferece um voucher para os clientes da Luciana, com direito a uma consulta on-line com duração de 25 minutos, os pacientes passam por uma pré-avaliação e a doutora prescreve uma dieta personalizada que é passada para Fit em Casa preparar as marmitas de acordo com a dieta do cliente. “Essa parceria trouxe para o meu trabalho mais credibilidade, porque o cliente entende que eu me preocupo com a saúde dele em um todo, não somente em vender o meu produto”, relata.



Planos para o futuro

Os sonhos e planos não param! Luciana deseja montar uma cozinha industrial, para atender uma demanda maior e poder incluir sua empresa em aplicativos delivery. Poder gerar emprego, ter uma equipe maior e abrir uma rede de quiosques em shoppings e academias fazem parte da sua meta. Para isso, está buscando investidores que acreditem que uma boa alimentação traz qualidade de vida para as pessoas. Atualmente além das marmitas, Luciana tem um outro trabalho de meio período também na cozinha, este trabalho é para ajudá-la a custear sua graduação no curso de nutrição. Outro projeto que está saindo do forno e inicia no mês de junho deste ano, é o curso on-line da Fit em Casa que tem como objetivo ensinar as pessoas a preparem se montarem as próprias marmitas em casa com métodos simples.


“Eu acredito muito no meu trabalho, porque as pessoas precisam dessa praticidade, da qualidade e do sabor que a Fit em Casa tem. É um projeto que começou bem pequeno, mas fez efeito em mim primeiro. O resultado do meu emagrecimento, do controle da hipertensão e da diabetes, faz com que as pessoas queiram conhecer o meu trabalho, experimentando algo tão simples e gostoso. Alguns até me perguntam: você tem certeza que essa panqueca é fit? Eu procuro manter o sabor caseiro daquela comida da vovó, bem natural, mas com tempero”, diz.


192 visualizações0 comentário