#Elavence Perfil - Startup: Gamificação como forma de aprendizado na área de Segurança do Trabalho

Conheça Andreia e Fabiana, criadoras da Startup Dskills, especializada em treinamentos on-line na área de segurança do trabalho com tecnologia de gamificação.


DA REDAÇÃO DO ELAV - Gamificação e segurança do trabalho são duas áreas que foram unidas pelas empreendedoras Andreia Rocha e Fabiana Miranda que ao longo dos anos, durante o trabalho, identificaram as dores das empresas por onde passavam, tinham ideias de como sanar essas dores, mas não possuíam autonomia para colocar em prática e precisaram decidir entre seguir o sonho de abrir a empresa ou continuar no lugar que já haviam dedicado anos de trabalho.


Andreia já atuava na área de segurança do trabalho em uma empresa há 14 anos e uma de suas funções era treinar instrutores da área em outras empresas, já Fabiana realizava treinamentos corporativos comportamentais, na mesma empresa e período.


“Eu treinava os instrutores e passávamos uma semana juntos e além da vivência, eu atuava nas empresas também e comecei a identificar algumas necessidades das empresas e isso me incomodava, porque eu via, mas não conseguia fazer porque não tinha autonomia, era muito burocrático e eu me sentia frustrada pois eu queria fazer, mas não conseguia”, relembra Andreia.


Para Andreia as empresas ainda são carentes na área de segurança do trabalho, enxergam como um gasto e não um investimento e que há uma resistência das pessoas em migrar para o on-line.


“Nós paramos para analisar as dores das empresas e o que a gente poderia fazer de diferente que realmente tivesse essa mudança de comportamento e que fosse trazer um aprendizado um engajamento maior para que tivesse um impacto positivo nas empresas e começamos a validar a nossa startup que se chama Dskills que oferece os treinamento de segurança do trabalho no formato on-line”, conta Fabiana.

Atualmente a Dskills possui uma plataforma com cursos na área da segurança do trabalho, a ideia é treinar os colaboradores utilizando a gamificação, de modo que a empresa não precise parar todo o processo produtivo, dando liberdade para que as pessoas escolham o melhor dia e horário para realizar o curso. Um outro benefício é que no formato presencial todos os colaboradores precisam estar presentes e se alguém não comparecer, a empresa teria um outro gasto com o colaborador, já com a metodologia oferecida pela startup, que disponibiliza um período para que todos possam concluir o treinamento, não há nenhuma cobrança a mais. Para os treinamentos, que ainda precisam ser presenciais, encaminham um instrutor ou o próprio instrutor da empresa pode aplicar e é validado com um vídeo encaminhado pela plataforma.


Após anos na mesma empresa, sair da zona de conforto e se dedicar integralmente a startup foi grande um passo das empreendedoras, o projeto que estava criando forma desde 2017 precisava de asas maiores para voar e a decisão de pedir demissão de ambas as partes foi crucial, pois só tinham duas opções: esquecer a tão sonhada startup ou arriscar.


Este ano tiveram uma surpresa ao conseguir uma parceria com uma empresa Canadense que possui uma tecnologia específica na parte de gamificação que contribuiu para potencializar o resultado da aprendizagem com interatividade. “Uma pessoa me enviou uma mensagem no LinkedIn e me perguntou se eu gostaria de participar de um tipo de rodada de negócios como é realizado no Brasil, mas com empresas do Canadá, achei que era pegadinha, eles explicarem e no fim fomos e participamos, era uma estrutura maravilhosa e foi onde conhecemos a empresa parceira da gamificação”, relembra Andreia.


Fabiana explica que a empresa sempre foi pensada com a gamificação e que já haviam testado e o desafio era levar tudo para o on-line e sabiam que iria demorar para ter toda a funcionalidade que precisavam, e a empresa canadense possuía essa estrutura com os API’s prontos para integrar com a plataforma. “Eles já estão muito avançados, atuam na área há 12 anos, é uma empresa de tecnologia e vimos uma boa oportunidade para nos unir e deixar a parte de gamificação melhor do que a que tínhamos e agora estamos nesse processo da integração e está sendo uma experiência muito bacana”, diz Fabiana.


A empresa já passou pela Incubadora do Sebrae, Parque Tecnológico de Sorocaba e foi acelerada pela Founder Institute. Na plataforma, oferecem cursos de Treinamentos Normativos, SIPAT, Onboarding de Segurança e Trilhas de Aprendizagem Customizadas e para o futuro o objetivo é que seja uma empresa reconhecida no mercado tanto no Brasil quanto internacionalmente e além de cursos na área de segurança do trabalho desejam abrir o leque com treinamentos na parte comportamental, comunicação e sobre liderança utilizando a metodologia que estão desenvolvendo.


146 visualizações1 comentário