#Elavence Perfil - Um novo jeito de vender perfumes

Atualizado: Jul 27

Conheça a Amyi, uma startup de perfumaria que inovou na forma de vender perfumes e foi finalista de uma das maiores premiações internacionais de perfumistas independentes.


DA REDAÇÃO DO ELAV - Amyi é uma marca de perfume lançada em novembro de 2019 pela administradora Luciana Guidi e a publicitária Larissa Mota com a intenção de revolucionar o mercado de perfumaria no Brasil e no mundo trazendo uma experiência inovadora para os apaixonados em fragrâncias.


As empreendedoras se conheceram na universidade e se reencontraram após alguns anos quando se depararam trabalhando na mesma empresa. Larissa na área de desenvolvimento na categoria de perfumaria e Luciana como head de comunicação e juntas decidiram mergulhar no empreendedorismo.


“O que a gente começou a perceber foi a dificuldade das empresas de fazer diferente, de estar conectado com o consumidor. Os projetos eram geridos em torno dos objetivos da própria empresa, já é uma marca que funciona por si só e isso começou a incomodar muito a gente, essa distância do consumidor e a perpetuação de certos vícios da indústria que não são positivos, tanto na parte de comunicação quanto na parte de qualidade de produto”, diz Larissa.


O nome da empresa é inspirado na língua Tupi e significa entrelaçados ou lado a lado. “Representa aquilo que a gente acredita que é aproximar o perfumista que é tão importante nessa história do consumidor e fazer com que eles estejam mais próximos um do outro”, conta Larissa.


Experiência Amyi

O carro chefe da empresa é a experiência Amyi com a ideia de proporcionar uma jornada educativa, não vendendo apenas perfumes de alta qualidade, mas um aprendizado sobre perfumaria para o consumidor o ajudando a escolher o próprio perfume. Essa ideia veio a partir dos estudos e formações de Luciana na área de programação neurolinguística. “Quando a gente olha para o lado sensorial, a gente tem muitos estímulos que chegam para gente através dos cinco sentidos, o olfato é um dos sentidos poderosíssimos e estudos de neurociência já afirmam que mais 75% das emoções que a gente tem em um dia são despertadas pelos cheiros que estão ao nosso redor, não necessariamente um cheiro que a gente use como perfume, mas o cheiro do alimento, cheiro da sua casa, do trabalho e tudo isso vai influenciando nas suas emoções automaticamente, de uma forma inconsciente, porque dispara sensações e pensamentos e dispararam memória olfativas inconscientes", explica Luciana.


Atualmente lançaram a experiência Amyi 2.0 que permite o consumidor escolher entre duas opções. A primeira é a experiência premium que disponibiliza um kit com 6 mini perfumes, fitas olfativas, acesso a jornada sensorial on-line e um perfume de 100ml escolhido no final da jornada. A segunda é a experiência básica que inclui somente os kit de mini perfumes e jornada sensorial.

Transição de carreira

Migrar do CLT para empreender não é uma escolha rápida e muito menos fácil, é uma mudança de vida, Larissa brinca e diz que é como pular de um avião sem paraquedas e construir enquanto cai. Porém, mesmo sabendo dos riscos e da incerteza já estava saturada do mundo corporativo. “Eu não me vejo mais trabalhando dentro de uma empresa porque é outra coisa, os desafios são outros, a realização e a liberdade são outras. Você não dorme mais, não consegue tirar o fim de semana sem pensar a respeito, mas você tem um controle maior sobre a sua vida.


Para Luciana independente da decisão de mudar de empresa ou empreender, o importante é que isso motive todos os dias. “Decidir empreender é muito importante desde que seja uma uma conexão sua, não que você esteja fugindo do lugar que você está, seja ele qual for, e que realmente seja um movimento de encontro pelo que você está querendo fazer de diferente” diz Luciana.



Uma premiação no ínicio da jornada

Para desenvolverem as fragrâncias contaram com três perfumistas brasileiros: Sandra Casagrande, Cleber Bozzi, e Samuel Moraes e com apenas cinco meses de empresa foram a primeira marca brasileira a ter um perfume finalista no prêmio internacional “Art and Olfaction Awards” que reconhece a perfumaria criativa independente ao redor do mundo.


“A gente ficou surpresa porque não esperávamos um reconhecimento importante tão cedo. O que vale destacar é a nossa forma diferenciada de criar perfumes. A gente trata o perfumista como artista, pois ele é um profissional que estudou muitos anos, estudou décadas, treinou o nariz e conhece absolutamente todos os ingredientes e todas as características químicas para conseguir fazer uma composição harmoniosa a ponto de existirem mais astronautas do que perfumistas no mundo, o quão é especial essa profissão e nosso propósito é dar vazão a esse talento”, diz Larissa.


Estar entre os finalistas da premiação foi muito importante para as amigas e sócias terem certeza que estavam no caminho certo diante de tantas dúvidas e questionamentos que surgem na caminhada empreendedora.


Lidando com a pandemia

A Amyi foi lançada em novembro de 2019 e no início de 2020 vem a notícia da pandemia causada pelo COVID-19 . Por duas semanas, após o anúncio da quarentena em todo país, a empresa ficou sem faturamento. Larissa destaca três pontos importantes, a primeira é que empresa nasceu on-line e já estavam prontas para o mercado, outro ponto é que tiveram o reconhecimento da premiação e isso mudou a história, a marca ficou conhecida do dia para a noite e tiveram grande sucesso em vendas e a terceira foi reflexão em meio ao caos do que poderiam fazer e o que não poderiam.


“Foram dias de tensão e ao nosso lado a gente observava a ação pelo desespero que também é compreensível no momento em que a pandemia realmente chegou que eram marcas tentando vender a qualquer custo… Aquela informação, aquele input de vendas foi muito agressivo para mim e foi essa discussão que a gente abriu entre nós, diz Luciana.


A ação adotada pelas sócias foi produzir conteúdos nas redes sociais e abrir uma parte da plataforma para que as pessoas vivenciassem a experiência Amyi com o roteiro sensorial utilizando o próprio perfume que tivessem em casa, oferecendo um momento de relaxamento para quem acessasse, ajudando no restabelecimento emocional e isso ajudou a engajar a comunidade e as vendas foram voltando.


O futuro da Amyi é realizar o sonho de transformar a perfumaria brasileira, liderar o caminho para que outras marcas surjam, evoluir e não parar somente na marca digital e trazer novos perfumistas e evoluir com a parte de tecnologia, pois é o caminho que acreditam que vai transformar o mundo da perfumaria.


95 visualizações0 comentário