Gestão: você sabe dar feedback?

DA REDAÇÃO DO ELAV - Saber ouvir é característica fundamental para entender exatamente quais as falhas da sua empresa e da sua equipe de colaboradores. À medida que você recebe tais informações, é capaz de ter uma visão mais profunda do cenário e ser mais assertiva nas correções e ajustes.


E, claro, a partir do momento que você consegue ouvir e entender o que está acontecendo na empresa como um todo, você também consegue delegar e dar os feedbacks necessários.


Dar feedback não é uma tarefa fácil. Ainda mais se forem negativos. Antes de tudo, saiba que existem 4 tipos de feedbacks:


1 - Feedback ofensivo: é aquele em que você demonstra agressividade ou desprezo. E assim você ofende e afasta a pessoa que o está recebendo. Você contribuiu para o crescimento profissional dela? Provavelmente não. E dificilmente vai extrair melhores resultados da próxima vez. Cuidado com as palavras.


2 - Feedback insignificante: é aquele vago, em que você não aponta exatamente onde está a falha e como a pessoa pode resolver. Com isso você negligencia o desenvolvimento desse profissional que está sob a sua liderança. Se você não está satisfeita com o trabalho de um colaborador, você precisa falar exatamente o que a pessoa está errando e como pode melhorar.

3 - Feedback corretivo: existe quando você aponta o que precisa ser melhorado com foco na mudança de comportamento. Isso deve ser feito com empatia. Procure buscar exemplos de como a pessoa agiu em uma determinada situação e qual foi o efeito daquele comportamento. Motive seu funcionário à reflexão: se o seu o seu comportamento comprometeu algum resultado, o que poderia ter sido feito diferente? Ao trazer esses exemplos, você como líder ajuda a trazer melhor impacto para as próximas vezes.


4 - Feedback positivo: o bom líder precisa também elogiar o trabalho do seu colaborador de modo a estimular a repetição daquele comportamento. Exerça o feedback positivo sempre que achar necessário. Da mesma maneira, seja assertiva, mostre qual o era o cenário, como o colaborador agiu e qual sua avaliação do seu comportamento, de maneira a fazê-lo refletir sobre não só o que fez, mas como fez. Isso vai ajudar a modelar sua atuação em outras situações.


Uma outra técnica efetiva que ajuda os gestores a trazerem resultados positivos é a técnica sanduíche. Ela é composta de três partes - exatamente como um sanduíche, com pão, recheio e pão. É iniciada com um reforço positivo sobre a situação ou comportamento. Intercala-se o ponto a corrigir e o feedback é finalizado com outro reforço positivo.


É importante ressaltar que ainda que líderes precisam exercer a escuta de maneira ativa em suas atividades - e mostrar que colocam em prática aquilo que pregam. Mantenha-se em alerta para dar abertura para que seus colaboradores ou mesmo parceiros de negócios consigam dar feedbacks sobre sua atuação.


A cultura diária do feedback ajuda no processo de melhoria contínua de desempenho das equipes. Em uma outra publicação, abordaremos também os feedbacks 360 graus (trazido por líderes, pares e subordinados) para a composição específica de avaliações de desempenho.


E você, tem ou já teve dificuldade em dar feedbacks? Comente abaixo!


63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo