Investimentos: conheça os ciclos das startups

Atualizado: 8 de Dez de 2020

Você já consegue reconhecer em qual fase sua empresa está? Entenda quatro fases das startups e se é o momento real de captar dinheiro


DA REDAÇÃO DO ELAV - Muitos empreendedores já vislumbram a captação de recursos, mas não sabem muito bem como o mercado de investimentos em startups funciona. Ou seja, precisam ter conceitos básicos até para saber se precisam ou não de dinheiro.


Hoje vamos falar de investimento em 4 fases específicas. São elas:


1- New Venture: É a fase inicial, na qual o seu produto/serviço ainda está em desenvolvimento. Nesse estágio é preciso validar o negócio através de um MVP (mínimo produto viável), assim os investimentos acontecem por meio de sociedade ou investimento anjo. Após a validação, ocorre o investimento por meio do (pre)seed capital, se materializando através de investidores anjo ou fundos semente. Camila Farani investe pela G2 Capital nessa fase.


2- Expansão: Nesta etapa, a empresa tem receita recorrente considerável e o propósito do investimento é expandir o negócio. E encontramos Venture Capital, que, muitas vezes, são Fundos de Investimento em Participação (FIP’s) que apontam capital de risco em startups consideradas promissoras. O investimento de Camila Farani nesta etapa acontece pela GAA Investments.


3 - Profissionalização: Nessa fase, os processos são instituídos, time começa a crescer, o produto(tech) fica mais robusto e ela começa a “rampar” (crescer) de forma mais consistente. Assim, cada vez mais a empresa se coloca no mercado, garantindo estabilidade até que atinja a consolidação e seja sustentável.


4- Consolidação: Esses investimentos são em empresas com lucros robustos e organização institucional elaborada. O financiamento é realizado pelos fundos de Private Equity (PE) que disponibilizam recursos para abertura de capital ou realize operações de venda, fusão e/ou aquisição (M&A). Assim, se assemelha bastante com os fundos de Venture Capital, no entanto os valores investidos são muito maiores. O investimento de Camila Farani nesta fase acontece pela DXA, private equity de onde é sócia.


Você que está à frente de uma startup, já consegue reconhecer em qual fase está? Comente abaixo!


28 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo