Tirando a ideia do papel: aprenda a fazer seu MNV


Tradicionalmente conhecida no mercado de tecnologia, a sigla MVP, ou mínimo produto viável, é uma versão simples e enxuta do lançamento de um produto no mercado por meio do mínimo de recursos (tempo e dinheiro). Estudando as necessidades dos empreendedores por mais de 20 anos, propus uma metodologia que traz a base essencial do MVP, mas incorpora também elementos importantes para que seu produto ou serviço chegue ao mercado de forma a colher os melhores insights dos consumidores que são quem vão efetivamente validar a sua ideia. Bem-vindos ao Mínimo Negócio Viável, ou MNV.


O que é o MNV:

O MNV, ou Mínimo Negócio Viável, é uma forma de validar a primeira versão do produto ou serviço no mercado, com clientes reais, sem que ele esteja efetivamente pronto. A partir disso, para se criar um MNV basta utilizar da criatividade e raciocínio para criar uma versão simplificada do que você pretende comercializar no seu negócio e a partir dos feedbacks alcançados, utilizar da ideia ou otimiza-la nos possíveis pontos de melhoria quantas vezes forem necessárias. 3 passos certeiros para criar e melhorar seu MNV Primeiro passo: O primeiro passo que você pode ter para o MNV é definir a proposta de valor e o que o seu público procura no seu serviço. O que esperam? Como se sentem? Como atuam hoje? Os conceitos passam ainda por entender as dores desse cliente, como ele as resolvem, olhar para o mercado e também assinalar os diferenciais dos seus produto. O desenho abaixo mostra aquilo que considero essencial para um MNV de sucesso.

MNV: estrutura autoral de Camila Farani

Segundo passo: Após desenvolve-lo em algo que de fato contemple a proposta de valor é necessário entender o interesse do mercado no produto que seja suficiente para justificar o investimento. Por exemplo, para isso você pode realizar um teste alpha que consiste em lança-lo de maneira limitada para um público específico já que caso haja muita demanda, por exemplo o produto pode apresentar um problema inesperado. Portanto, é necessário que você se atente a forma que o público aceitou a proposta de valor e aprenda os pontos de melhorias para já os modificar. Terceiro passo: O terceiro passo consiste em interpretar os feedbacks após o teste de estreia no mercado com clientes reais. Esse é o momento de absorver os feedbacks que fazem sentido para o seu negócio, levantar uma atenção para tudo que foi dito e entrar em um consenso se é necessário mais testes ou com a bagagem que você tem até o momento é suficiente para entrar com essa proposta de valor no mercado.

Separei para você 5 dicas para criar seu MNV de sucesso: * Foque na proposta de valor e dessa forma obterá o nível de demanda da solução; * Faça benchmarking para entender sua concorrência, os erros que seus concorrentes cometeram e como podem ser utilizados para o desenvolvimento da sua solução; *Entenda que antes de testar seu MNV, o resultado precisa ser medido, seja ele bom ou ruim. Caso não seja possível medi-lo talvez seja hora de alterar alguns pontos na proposta de valor. * Coloque seu MNV em um contexto real e com testes reais, use pessoas que não tenham laço ou afinidade com você para que sejam resultados realistas; * Estipule desde o princípio métricas para o seu negócio, para que dessa forma forneçam aprendizados. Entenda a necessidade da aplicação das dicas para o MNV: Saipos A Saipos é uma startup focada no ramo de mercado de restaurantes, focada em melhorias e otimização nos processos de negócios dentro de cada restaurante. Durante a pandemia, a Saipos percebeu um possível ajuste por meio do foco no novo comportamento dos usuários, ou seja, na ascensão ainda mais acelerada do sistema de delivery e por meio do benchmarking estudando a concorrência, conseguiu propor melhorias rápidas aos seus clientes. Dessa forma, ela conseguiu colocar em prática de forma rápida ajustes que foram essenciais tanto para alavancagem da clientela dela como para a Saipos se desenvolver ainda mais. Por isso a necessidade do benchmarking e análise de concorrência e mercado, para que consiga propor soluções rápidas que agreguem valor. Webvan A empresa Webvan chegou à falência após 3 anos de operação. Um curto período de operação, certo? A causa foi porque a empresa não colocou o cliente no centro da estratégia por meio de dados e ao invés disso, ela investiu massivamente em marketing e centros de distribuição sem investigar a necessidade real do cliente, dessa forma ela recebeu um retorno menor do que havia investido e por fim, veio a falência. Por isso a importância de ter dados e entender quem é o cliente, como ele se sente, quem ele é e o que ele espera da proposta de valor do seu negócio. É importante que antes de priorizar um determinado ponto massivamente, você receba feedbacks do seu público e entenda o que eles esperam da proposta de valor da sua empresa, isso é essencial na construção de um MNV de sucesso. Cuidados extras para você trabalhar na construção de um MNV de sucesso: * Tenha um grupo restrito para os leads, ou seja, os potenciais clientes para que dessa forma seja possível que busquem em soluções e tenha um foco específico nos leads em potenciais para se tornarem clientes; * Tenha uma base consolidada na sua cabeça que a única maneira de validar que o mercado está aceitando ou vai aceitar o seu produto é por meio dos feedbacks de quando você lançou o MVP para um público específico e recebeu diferentes retornos, opiniões e dicas para ajustes; * Alguns produtos lançados se adequam sem tantos pontos de melhorias ao mercado. Tenha atenção redobrada ao benchmarking para entender a concorrência e suas respectivas estratégias de sucesso e erros.

190 visualizações0 comentário